O Método

O Método Meir Schneider – Self-Healing® Autocura combina massagem com movimentos terapêuticos, visualização, exercícios respiratórios e de  visão para  ativar a capacidade inata do corpo de curar a si mesmo…

A consciência corporal, a diminuição do stress e a otimização das conexões corpo-mente são as chaves desse processo.

As tensões musculares e mentais que vão se acumulando em decorrência do uso restrito e padronizado do corpo restringem o movimento das articulações , o fluxo sanguíneo do corpo todo, a transmissão de impulsos nervosos, a respiração e oxigenação dos tecidos, os movimentos peristálticos e o fluxo energético/vital das pessoas.

Ficamos então vulneráveis ao aparecimento de doenças e ao agravamento das já existentes: artrites e artroses, degenerações neurológicas,  problemas circulatórios, digestivos e respiratórios, fadiga, baixa vitalidade e imunidade, enfraquecimento dos olhos e da visão ,  envelhecimento precoce etc. Restaurar a liberdade e a fluidez desses níveis todos de movimentos é fundamental para a manutenção e recuperação da saúde.

Os exercícios, orientações e massagens vão levando o cliente ou aluno a:

  • Tomar consciência do uso do seu corpo
  • Perceber suas tensões, desconfortos, dores e restrições.
  • Aprender a soltá-las através do movimento e automassagem
  • Ativar partes do corpo adormecidas e que não estão sendo usadas
  • Melhorar sua circulação e respiração
  • Quebrar seus padrões restritos e prejudiciais de movimento e postura
  • Criar um funcionamento saudável e equilibrado

 Dessa forma, seu corpo pode ficar cada vez mais saudável, elegante e harmonioso, independente da patologia existente.

 Aplicações do Método

Na prevenção e tratamento de problemas como dores nas costas, dores de cabeça, escoliose, artrite, artrose, lesões por esforço repetitivo, seqüelas de AVC (derrame), poliomielite e pós-pólio, diabetes, asma, osteoporose, esclerose múltipla, distrofia e atrofias musculares, neuropatias, problemas circulatórios e digestivos e inúmeros problemas visuais como: catarata, glaucoma, nistagmo, miopia, entre outros.

É também indicado para quem não tem um problema especifico, mas quer aprender a conhecer e a lidar com o próprio corpo, combater o stress, melhorar a postura e o bem estar  e a retardar o envelhecimento.

Mitos e Verdades sobre o Método Meir Schneider – Self-Healing® Autocura

  1. O Método trata ou cura qualquer problema de saúde?

Mito. Não se trata de tratamento no sentido médico/clínico do termo, mas de um programa de reeducação do uso do corpo e dos olhos, voltado para a quebra de padrões automatizados, restritivos e prejudiciais de postura, movimento e olhar.

Por isso, pode ajudar a prevenir e melhorar grande variedade de problemas de saúde ligados ao movimento, que são, em sua maioria, causados ou agravados pelo uso desequilibrado e restrito do corpo. Algumas vezes os sintomas melhoram significativamente, outras interrompem ou retardam o processo degenerativo. É também excelente na prevenção de enorme gama de problemas.

  1. É um método alternativo à Medicina e aos tratamentos convencionais?

Mito. Não se trata de “alternativa”, pois não substitui nenhum tratamento médico, oftalmológico, fisioterápico, etc, seja ele medicamentoso, cirúrgico ou ortopédico.  Não fazemos diagnóstico, apenas avaliação da postura e do movimento segundo os parâmetros do Self-Healing. Não prescrevemos remédios, nem mesmo homeopáticos ou fitoterápicos. É fundamental que o cliente procure ou mantenha o acompanhamento médico/clínico de sua preferência e que assine um Termo de Consentimento nesse sentido antes do início dos atendimentos.

O Método Meir Schneider – Self-Healing® Autocura é uma técnica terapêutica Integrativa, baseada numa consciência ampliada de saúde e de bem-estar físico, mental, emocional e espiritual e integra o rol de técnicas do Curso de Especialização Teorias e Técnicas para Cuidados Integrativos da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) desde a sua criação em 2009.

  1. O sucesso do programa depende do paciente?

Verdade. Somos facilitadores do processo de autoconhecimento, autodescoberta e auto cura das pessoas. Junto com o cliente, descobrimos caminhos e traçamos um programa de exercícios, massagens e recomendações. Os resultados dependem principalmente da flexibidade do cliente em mudar seus padrões físicos e mentais e da regularidade da realização dos exercícios. É essencial que a pessoa assuma a responsabilidade pelo seu corpo e sua saúde e participe ativamente do processo.

Por outro lado, os resultados também são influenciados por outros fatores como: grau de acometimento da doença ou sintoma, idade, agressividade do tipo da doença, capacidade mental de abstração e saúde mental, apoio da família, presença de outras doenças, qualificação e experiência do instrutor, frequência das sessões, etc.

 

  1. Qualquer um pode aplicar o método SH, independente da sua formação profissional?

Mito e verdade. O uso profissional do método em sessões individuais ou grupais só pode ser feito pelos profissionais que fizeram o Curso de Formação completo, que compreende 160hs de Nível I, 100 horas de Nível II e 500 horas de estagio supervisionado (veja Formação e a relação dos profissionais credenciados e em processo de credenciamento).

No entanto, não precisa ter formação na área da saúde para participar do curso de Formação, pois todo o conhecimento necessário é transmitido em aula à luz dos parâmetros estabelecidos pelo criador do Método, Meir Schneider, e pelos estudos individuais recomendados.

 

  1. Fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, ortópticos, optometristas, enfermeiros e psicólogos

podem aplicar o método a partir do Nível I ou workshops porque já são da área?

Mito. Qualquer profissional de saúde devidamente habilitado para atender pacientes pode incluir exercícios ou técnicas do método em seus atendimentos como parte de seu repertorio, mas não pode considerar /declarar/ anunciar que está aplicando o Método Meir Schneider – Self-Healing® Autocura. Incluir uma técnica é muito diferente de ter o Método como seu quadro referencial, o que só é possível com o Curso de Formação completo.