Artigos e Publicações

Meir Schnieder - Bate-papo UOL

Bate-papo com Meir Schneider

Convidado da revista Bons Fluidos, o educador e terapeuta ucraniano Meir Schneider falou sobre o método de autocura que desenvolveu durante o processo de cura da própria cegueira.

Participaram do Bate-papo 122 pessoas

Este bate-papo aconteceu 25/04/2002, às 16h00

 

O texto abaixo reproduz exatamente a maneira como os participantes digitaram suas perguntas e respostas

(16:13:18) Meir Schneider: Eu gostaria de convidar o público brasileiro para dar uma nova olhada em sua saúde. Nós estamos muito engajados numa visão passiva no assunto da cura e nós não exploramos suficiente o poder de cura que o corpo tem. Deixe-me dizer: esse poder é muito grande.Começa com o fato de que toda a cura é autocura. E conmtinua com o fato de que podemos nos recuperar de muitas doenças que a medicina pensa que não há resposta. Primeiro de tudo, não devemos ter dor nas costas, em segundo lugar, nunca devemos.

(16:15:15) Selecionador Bons Fluidos: por favor, mandem suas perguntas diretamente para o convidado, seu nome está no topo da lista

(16:16:26) Meir Schneider: ter LER, não deverpiamos precisar de óculos e ter errosde refraçã. Uma vez que sabemos do poder que o xorpo tem, podemos aprender que simples movimentos como massagem, visualização são modos de reorganizar o corpoe nos sentirmos melhores com ele a médio e longo prazo. Devemos adaptar novos hábitos de movimentos na nossa vida diária e aprender a escutar o corpo e a reponder a ele e criar o instinto correto do próprio corpo. Deposi de trinta anos de experiência, superando a cegueira, ajudando

(16:18:00) Selecionador Bons Fluidos: por favor, mandem suas perguntas diretamente para Meir Schneider

(16:18:52) Meir Schneider: muitas pessoas no Brasil e muitas outras no mundo todo, posso afirmar sem hesitação que podemos começar agora a mudar nossa vida completamente num modo que vai evitar que entremos em degeneração. Eu sou autor do livro Uma Lição de vida e do manual de autocura com 500 exercícios e 200 ilustrações.

(16:19:03) DistrofiaMuscular sorri para Meir Schneider: (16:17:30) DistrofiaMuscular sorri para TODOS: Meir, que bom estar aqui! Tenho uma preocupação sobre os exercícios, sobre as repetições, no caso das Distrofias Musculares, sobretudo às bem comuns e graves, como a DUCHENNE, os exercícios de fisioterapia, p ex. devem ser extremamente cuidadosos, pous podem prejudicar ao invés de acalmar e ajudar. Li que o método tb funciona para Distrofias, de que maneira?

(16:20:56) Meir Schneider: Qual é o seu nome?

(16:21:05) Marina fala para Meir Schneider: Como assim não deveriamos usar oculos??? Eu acho meio impossivel curar miopia, por exemplo….

(16:24:14) Meir Schneider: Querida Marina, seu ponto de vista é um ponto de vista convenciona, aceito pela maioria das pessoa. O mkeu ponto de vista é bastante marginal. A única coisa boa dele é que ele é correto. A visão é o resultado de recepção da luze interpretação do cérebro. A interpretação do cérebro , de maneira geral, cria a visão. Já que recebemos, num olho normal, 1 bilhão de mensagens por minuto. O cérebro então determina as experiências, como interpretá-las e molda o olho de acordo com as interpretações.

(16:27:16) Meir Schneider: Você também deve observar que no passado não havia erros de refração, não havia miopia. É um fenômeno moderno que vem com a leitura e de olhar muito próximo. Os olhos estão sob stress porque olhar de longe é muito mais fácil para os olhos do que olhar de perto. Esse stress pode ser remediado com exercícios própios de olhar longe e novos hábitos visuais podem mudar o modo que o cérebron interpreta a visão e, através disso, você pode mudar o formato do olho de míope para amiopia.

(16:27:24) DistrofiaMuscular sorri para Meir Schneider: Não sei se foi para mim a pergunta! Meu nome é andrea albuquerque, sou do Grupo de Pais da Associação Brasileira de Distrofia Muscular e do centro de Terapia gênica e Celular da AADM, aproveito para convida-lo a visitar nossas associações e o Grupo de PAIS.

(16:31:09) Meir Schneider: Querida Andréa, é um prazer conversar com você na Internet. Eu ficaria mais que feliz de visitar sua associação na próxima vez que vier aqui no Brasil. Entre em contato com o meu grupo por meio do meu site www.self-healing.org. Muitos fisioterapeutas estão estudando o meu método, incluindo a Fabíola que está afznedo parte deste chat. Ela concorda com vc de que muitas vezes, a fisioterapia pode prejudicar pacientes com distrofia muscular. Mas percebeu que os exercícios leves que usamos, somente

(16:33:44) Meir Schneider: beneficieam a situação dos paciente de distrofia muscular. De fato, uma coisa que me preocupa é que etsamos tão ocupados em encontrar o exercío correto para atletasd que não temos a energia nem o tempo para achar o exercício correto para os músculos distróficos. Você ficaria atônita de como os pacientes se sentem bem quando afzem os movimentos exatos e que os músculos não tiveram de trabalhar muito e, ao mesmo tempo, tem a sensção de uma boa circulação. Inclui movimento passivo, exercícios

(16:34:07) Meir Schneider: especiais na água e massagem muito suave.

(16:34:17) JUNIOR fala para Meir Schneider: este processo de autocura, não esta relacionado com a fé?

(16:35:57) Meir Schneider: Junior, estes exercícios não tem nada a ver com religião. Mas, nós com certeza acretitamos que o espírito humano e a força humana podem fazer grande diferença.

(16:35:59) Marina fala para Meir Schneider: Eu concordo, mas nao entendo, como uma pessoa pode entao nascer com miopia…. seria essa a pergunta.

(16:37:57) Meir Schneider: Marina, na verdade, muito poucas pessoas nascem com miopia, a maioria delas desenvolve a miopia. Nossos exercícios incluem relaxamento, o ajuste a diferentes frequências de luz, aprender a olhar diferentes detalhes do que estamos acostumadios, mudar nossos hábitos visuais, como prestar atenção na visão periférica e olhar longe e todos esses exercícios liberam muitas pessoas de usar óculos.

(16:38:01) lialves fala para Meir Schneider: Qual a relação entre a dor nas costas e os pés? Qual exercício cocê aconselharia a fazer para os pés?

(16:41:10) Meir Schneider: lialves, obrigada pela sua ótima pergunta. Os pés suportam o resto do corpo. Se nossos dedos estiverem farcos e pelos fato de usarmos sapatos e caminharmos sobre o cimento, os pés acabam ficando fracos. Preste atenção que pessoas sem braços, muitas delas treinam a si mesmas a comer com os dedos dos pe´s, a pintar com os pés e o que mais que a maioria de nós pode fazer com os nossos dedos dos pés. Se você aprende a fortalecer seus dedos dos pés segurando 4 dedos e deixando 1 em rotação, então

(16:45:07) Meir Schneider: seu calcanhar vai ficar mais solto pois o calcanhar em geral está rígido para segurar o pé. Então os joelhos nunca podem ficar soltos se os quadris estiverem presos. E o quadris ficarão soltos na medida em que os joelhos ficarem soltos. As costas podem se soltar porque os quadris estão apoiados e soltos. O suporte acontece quando existe mobilidade na parte inferior. Quando as costas estiverem soltas, o epscoço pode estar solto e no cérebro há células especiais chamadas de proprioceptivas

(16:46:36) Meir Schneider: que podem mandar a mensagem que o troco pode relaxar pois a parte infeior do corpo vai apoiá-lo. É por isso que não tenho dor nas costas e tenho costas fortes é porque corro e ando na praia com os pés descalços.

(16:46:36) MP3 fala para Meir Schneider: existe curas para tendinite?

(16:50:42) Meir Schneider: MP3, a resposta é sim. Também pode ser evitada com os exercícios corretos. Eu recomendaria colocar gelos nos antebraços, aprender os exercícios do manual de autocura ou se econtrar com um dos terapeutas do método pelo (11) 3661 8521.

(16:51:09) Meir Schneider: Desculpe, o telefone é (11) 3662 3158

(16:51:12) vera fala para Meir Schneider: o que você acha da técnica de rpg, reeducação postural global?

(16:51:34) Meir Schneider: Vera, Acho que é um método muito bom.

(16:51:43) DistrofiaMuscular sorri para Meir Schneider: Agradeço muito o contato e ratifico o convite. Parabenizo à bons Fluidos pela excelências das matérias e seriedade na veiculação. Nós, do GRUPO DE PAIS, lutamos pela criação de BANCO DE CORDÃO UMBILICAL PARA pesquisas com CÈLULAS TRONCO (STEM CELLS) e pessoalmente imagino que é uma luta constante estabelecer fundamentos às terapias não convencionais. Obrigada e parabéns. Entrem em contato conosco: voluntariado@abdim.org.br

(16:53:26) Meir Schneider: Andreia, obrigada pela sua resposta, vou entrar em contato com vc e lhe desejo o melhor.

(16:53:31) Luana fala para Meir Schneider: Esse método de aurto cura também pode curar problemas psicológicos como a depressão, por exemplo?

(16:55:07) Meir Schneider: Luana, muitas vezes, hábitos perpetuam emoções. Movimento que mudam padrões do corpo é o caminho para ter novos sentimento e pensamentos. Tenho certeza que há muitas maneiras de curar a depressão e esta é uma das maneiras poderosas.

(16:55:24) Jorge pergunta para Meir Schneider: Como deve ser tratada a esclerose multipla segundo o seu metodo

(16:58:39) Meir Schneider: Jorge, Os paciente de esclorese múltipla sofrem de diferentes sintomas. O que é comum a todos eles é que todos têm problemas secundários aliados ao problema primários da própria esclerose. Eles podem ser rapidamente tratados de forma a reduzir a paralisia e melhorar a função. A eclerose múltipla pode também ser trataada com exerc´cios, apesar de ser um processo mais lento, mas existem exercícios específicos que podem mudar a função do cérebro e o sistema nervoso central e podem ajudar pessoas a

(16:59:34) Meir Schneider: evitar novos sintomas. Por favor, consulte o Manual de Autocura Volumes 1 e 2, Editora Trion.

(17:00:07) Meir Schneider: O telefone da TRIOM é (11) 3168 8380

(17:00:25) Marina fala para Meir Schneider: A auto-cura pode ser realizada por qualquer pessoa??? Quais é o metodo utilizado para sua aprendizagem?

(17:04:19) Meir Schneider: Marina, temos muitas pessoas treinadas no Brasil para praticar sef-healing e um curso feito com Beatriz Nascimento que é terapeuta ocupacional e que também conseguiu manter o seu corpo e superar os sintomas de distrofia muscular. Ela é uma das minhas melhores instrutoras e o jeito que ensino meus cursos, ensino as pessoas e ter sua própria consciência sinestésitca, e através de estudos extensivos, a aprender a trabalhar com outras. Acredito que as pessoas podem desenvolver um instinto profund

(17:06:34) Meir Schneider: em trabalhar consigo mesmas, ensinamos as pessoas que são saudáveis ou doentes a ter acesso a seus corpos. Vc pode contatar a associação, que fica no Pacaembu – Grupo Integrado de Educadores, rua Avaré, 44., para maiores informações, livros e treinamentos. O telefone é (11) 3662 3158 ou (11) 3086 3512 (no caso de cursos)

(17:06:41) Selecionador Bons Fluidos: obrigado pela presença de todos, infelizmente tivemos tantas perguntas que foi impossível responder a todas.